Seminário discute ações de combate ao desmatamento ilegal

Seminário discute ações de combate ao desmatamento ilegal

“Eu já passei por muita dificuldade em São Félix do Xingu. Sou agricultora, e lá as estradas são ruins. Como vou escoar minha produção? Por isso que algumas pessoas acabam optando por desmatar e ganhar dinheiro com gado”, declara a agricultora Maria Florinda. Essas e outras indagações foram expostas por um grupo de sete agricultores que  percorreram 1.165 quilometros, do sul do Pará até a capital, Belém, para participar do Seminário Desenvolvimento Sustentável e Redução do Desmatamento em São Félix do Xingu – PA. O evento aconteceu no último dia 2 de setembro, e foi realizado pelo Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB) em parceria com o Programa Municípios Verdes (PMV).

Continue lendo

Sistema agroflorestal com cacau recupera área degradada

Sistema agroflorestal com cacau recupera área degradada

Estudo observa potencial de sistemas agroflorestais com cacau para recuperação de áreas degradadas. Inseridos no contexto do desmatamento da Amazônia, principalmente com relação à atividade pecuária no município de São Félix do Xingu (PA), os sistemas agroflorestais com cacau (SAF-cacau) representam uma forma alternativa de uso do solo pela agricultura familiar.

Continue lendo

IEB lança Fundo de Pequenos Projetos Socioambientais no Amapá

IEB lança Fundo de Pequenos Projetos Socioambientais no Amapá

No dia 06 de abril, o Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB), com apoio do Fundo Vale, lançou em Macapá (AP), o edital do “Fundo de Pequenos Projetos Socioambientais”. A iniciativa tem o objetivo de apoiar projetos comunitários que incentivem o desenvolvimento de agriculturas sustentáveis de base agroecológica e agroextrativista, de forma a contribuir para a conservação ambiental do estado.

Continue lendo

Mais um vazamento de caulim em Barcarena: comunidade, unida em Fórum, exige providências

Mais um vazamento de caulim em Barcarena: comunidade, unida em Fórum, exige providências

Da cidade paraense de Barcarena me chegam notícias frescas, e elas não são nada boas. O igarapé Curuperê foi vítima, só neste mês de maio, de cinco vazamentos de caulim, dejeto industrial da empresa mineradora Imerys. O último aconteceu anteontem. Outros já foram reportados aqui mesmo, no site (veja aqui). Maura Moraes, coordenadora de projetos do IEB (Instituto Internacional de Educação do Brasil), organização que ajudou os moradores a criarem um Fórum para dialogar com empresas e poder público da região, foi quem me avisou: “Infelizmente as notícias aqui de Barcarena são bem tristes para todos os lutadores da causa ambiental”, escreveu-me Maura.

Continue lendo