Belém é a capital do estado do Pará, região Norte do Brasil. Sua área metropolitana é formada por seis municípios com mais de mil quilômetros quadrados, onde vivem mais de 2 milhões de habitantes (IBGE, 2010). O aglomerado urbano produz cerca 1200 toneladas de resíduos diariamente, uma média per capita de 1kg por habitante – taxa semelhante a capital paulista.

Os (as) catadores (as) de materiais recicláveis, organizados em associações e cooperativas, ou trabalhando individualmente, são responsáveis pela recuperação de uma parte desses resíduos que circulam na cidade. Somente no antigo “lixão” do Aurá, hoje desativado, calculava-se o volume de 2 mil toneladas por mês de materiais recuperados pelos catadores (dados de 2014).

O mercado dos materiais recicláveis em Belém é desconhecido e quase imperceptível pela sociedade em geral. Ele se constituiu espontaneamente e movimenta aproximadamente 200 mil toneladas de recicláveis, sendo a sucata de ferro responsável por mais da metade dessa quantidade.

Essa indústria gera cerca de 1 mil empregos diretos. Indiretamente é responsável por mais de 3 mil postos de trabalho em atividades diversas associadas à coleta, triagem, beneficiamento, estocagem e transporte.

Leia mais